segunda-feira, 25 de julho de 2011

Vereador e conselheiro do São Paulo FC, tenta atrasar obras do Itaquerão com liminar sem sentido

A diretoria do Corinthians acertou os últimos detalhes com a Odebrecht e espera assinar nesta semana o contrato para a construção do Itaquerão. Na última sexta, também houve uma reunião para discutir o pedido de financiamento para o BNDES, próxima etapa da empreitada. O banco tomador do empréstimo, porém, ainda não está definido.

Porém, ao mesmo tempo em que o projeto avança, sofre ameaças. O vereador Aurélio Miguel, conselheiro do São Paulo, promete entrar até amanhã com uma ação civil pública contestando a lei de incentivos fiscais que beneficiará o estádio.

Imediatamente, os advogados do vereador pedirão uma liminar para impedir as obras no terreno, que alegam ter voltado para a prefeitura. Aurélio sustenta que o Corinthians perdeu o prazo para construir sua arena na área cedida pela cidade, por isso a concessão tornou-se inválida. O vereador contesta o acordo feito no Ministério Público para manter o terreno em posse do clube.

O kit contra o Itaquerão montado por Aurélio também conta com uma representação ao Ministério Público Federal pedindo para que o BNDES seja alertado para não conceder o financiamento ao Corinthians até que o caso seja resolvido na Justiça.
Fonte: Blog do Perrone

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Novo terminal do Aeroporto Internacional de São Paulo

O projeto do terceiro terminal do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo, foi aprovado pela Infraero.
A Infraero prevê a conclusão de 40% das obras no fim de 2013.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Fotos das obras que seguem em ritmo acelerado para construção do estádio Itaquera.



Operários no terreno do estádio, ao fundo estação de metrô e o shopping center Itaquera.




Fotos: Uol

Odebrecht inicia segunda fase e obras seguem em ritmo acelerado no futuro Estádio Itaquera.

A primeira estaca-teste das fundações do novo estádio do Corinthians já está implantada em Itaquera. As perfurações no solo servirão como demarcação para a colocação das placas pré-fabricadas.

Corinthians e Odebrecht já trabalham com a hipótese de o empréstimo de R$ 400 milhões do BNDES ser liberado somente no ano que vem. A demora se deve a trâmites burocráticos, uma vez que o pedido ao banco estatal sequer foi formalizado.

Mesmo os estádios que estão com suas obras adiantadas, como a Fonte Nova e o Mineirão, ainda não conseguiram receber um centavo do banco. Assim, está decidido que até 2011 a Odebrecht bancará os custos da obra do estádio em Itaquera.

Nesta quinta, o canteiro de obras passou a ter novos serviços. A terraplenagem, que começou há dois meses, entrou em fase final e o terreno já está sendo preparado para ser perfurado para receber estacas. Só esse processo custa cerca de R$ 10 milhões.

O pedido do empréstimo ao BNDES só será formalizado após a assinatura do contrato entre Odebrecht e Corinthians para a construção da arena, que tem custo estimado em R$ 820 milhões. Por enquanto, a empresa e o clube ainda não chegaram a um termo comum e não existe prazo para que isso aconteça.

Como a Odebrecht é uma das maiores empresas da América Latina, o Corinthians soube desde o começo que ficaria mais fácil obter financiamentos numa parceria com ela. Esse foi um dos motivos para o clube jamais ter rompido o acordo, apesar de ter sondado outras empreiteiras para construir seu estádio.
Fonte: Uol

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Video com novas imagens do Estádio do Corinthians em Itaquera.


Fonte: Jornal da Tarde

Comitê da Copa 2014 recebe garantias e oficializa Arena Corinthians

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, receberam no início da noite de terça-feira (12) um telefonema do presidente da CBF e do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Teixeira, para parabenizar o Corinthians e a Odebrecht por terem apresentado à Fifa as garantias financeiras para a construção do estádio de Itaquera.

Segundo o dirigente, a Arena Corinthians esta confirmado como sede da Copa. O anúncio de abertura do evento ainda não está oficializado, mas tem grandes chances de ocorrer ainda hoje. A Fifa comunicará a sede da abertura do Mundial através de seu site oficial, sem realizar qualquer evento para a divulgação da informação.

Hoje, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez deu indícios de alguma novidade sobre o assunto. "Vamos aguardar as próximas 24 horas para ver se não tem surpresa. As garantias financeiras foram entregues ontem (segunda-feira) à Fifa, agora vamos esperar os próximos dias", disse.

O anúncio deveria ocorrer no final deste mês e foi adiado para a segunda quinzena de outubro, devido aos atrasos para que os incentivos fiscais fossem aprovados pela Câmara Municipal de São Paulo. Com as garantias entregues, entretanto, isso pode ocorrer ainda nesta semana.

O valor da obra, que oscilou bastante desde o anúncio da construção do estádio, foi estimado por Sanchez em cerca de R$ 820 bilhões.

A trajetória

Em junho do ano passado, o Morumbi foi excluído da Copa pelo Comitê Organizador Local (COL). O veto levou a organização paulista a indicar para o torneio o futuro estádio do Corinthians em Itaquera, bairro da zona leste de São Paulo

No dia 31 de agosto de 2010, véspera do centenário do Corinthians, foi assinado um protocolo para a construção de um estádio para 48 mil torcedores.

O Corinthians e a prefeitura, em maio deste ano, assinaram um acordo que prevê um investimento do clube de R$ 12 milhões em obras assistenciais e sociais na região de Itaquera.

O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) encerrava uma ação do Ministério Público, que em 2001 pediu a anulação da concessão devido ao descumprimento da cláusula que determinava que o estádio deveria ser construído até 1993. A área foi cedida em 1988.

No dia 30 de maio, após as ameaças da Fifa, que declarou que excluiria da Copa as cidades brasileiras que descumprirem suas exigências, três tratores da construtora Odebrecht iniciaram os trabalhos de terraplenagem no terreno

A Câmara de Vereadores aprovou na semana passada os Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs). Os títulos permitem o abatimento de 50% do ISS e 60% do IPTU do estádio. A isenção fiscal será de R$ 420 milhões. Além disso, a construtora pode vender os papéis no mercado, com deságio.

O restante deve ser bancado com financiamento de até R$ 400 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Para captar o dinheiro, que vem com juros subsidiados, os sócios do Itaquerão têm de contratar um banco repassador, o que encarece o empréstimo.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Viaduto no Tatuapé está pronto, mas paralisado até Prefeitura consiga desapropriar imóveis.

Construido para ser um novo cartão postal no Tatuapé, o Complexo Viário Padre Adelino é um viaduto estaiado que se localiza na entrada da zona leste sobre a avenida Salim Farah Maluf que liga o bairro do Tatuapé e a Mooca.

A obra já está pronta, e era para ser entregue no mês de março de 2011, mas a nova estrutura estaiada de 160 metros de comprimento e 65 metros de altura, não pode ser ligada ao sistema viário até que a Prefeitura consiga desapropriar cerca de 30 imóveis. E alguns desses casos já são discutidos na Justiça.

No lugar das casas, parte delas localizadas na Rua Padre Adelino, a Prefeitura precisa construir as alças de acesso ao viaduto, pronto desde dezembro de 2010. Paralisado desde então, para muito que considerava a obra um novo cartão-postal para a zona leste agora teme que a ponte vire um "elefante branco" sem uso por vários anos. Agora o que era para valorizar toda a área pode causar degradação em todo entorno.

Agora, sem a possibilidade de construir as alças, o prefeito Kassab não tem mais data para os viadutos começarem a ser utilizados.

Fica a pergunta: Por quanto tempo vamos ter um viaduto sem uso?

As obras do Complexo Viário Padre Adelino compreendem a construção do Viaduto Padre Adelino, o alargamento do Viaduto Pires do Rio, além construção de alças de acesso e vias de apoio. No Viaduto Catiguá/Balem ainda faltam ser concluídas as obras viárias do entorno e de acesso.

Fonte: Estadão e globo.com

Confira como estão obras do novo estádio do Corinthians após um mês

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Divulgação de novas imagens do estádio em Itaquera

Imagem externa mostra como o Fielzão ficará em um jogo disputado à noite.

Nova visão interna do estádio do Corinthians, desta vez da aquibancada que ficará atrás de um dos gols.

O Corinthians vivulgou nesta sexta-feira novas imagens do futuro estádio de Itaquera. Aqui, uma visão a partir do gramado.

Imagem mostra como será a área de circulação interna do estádio de Itaquera.


Imagens exclusivas do projeto estádio do Corinthians

Video apresenta Luis Paulo Rosemberg, diretor de marketing do Corinthians, explica o projeto do estádio e mostra novas imagens.

Fonte: TV Corinthians